Homem fazendo transplante de cabelo

O aumento da perda de cabelo é uma fonte de estresse constante. Com o tempo, manchas profundas e carecas se formam na cabeça e não é mais possível parar a calvície pelos métodos convencionais. Mas a medicina estética não pára e, nas últimas décadas, surgiram métodos modernos de restauração de cabelos perdidos por meio de transplantes. 

O transplante de cabelo na cabeça é realizado em clínicas especializadas e pode não apenas resolver efetivamente o problema da calvície, mas também ocultar defeitos cosméticos (cicatrizes, consequências da cirurgia plástica).

O primeiro transplante de cabelo foi realizado há mais de 50 anos, no Japão. Esse experimento foi uma verdadeira revolução no mundo da cosmetologia, pois permitiu realizar o sonho de milhões de pessoas e ajudou a corrigir radicalmente as imperfeições da aparência. 

Hoje, com a ajuda de métodos modernos de transplante, eles lutam com a calvície, os efeitos de queimaduras ou lesões no couro cabeludo, restauram as sobrancelhas após a tatuagem ou realizam a correção da barba e bigode nos homens. Vamos descobrir em quais casos um transplante de cabelo é necessário, quais métodos ele é realizado e existem contra-indicações para o procedimento?

Transplante de cabelo na cabeça: quando é necessário o procedimento?

O transplante (transplante capilar) é uma operação microcirúrgica durante a qual os folículos capilares próprios ou doadores são injetados na pele do receptor. A eficácia desse procedimento chega a 98%, enquanto a estrutura e a taxa de crescimento dos cabelos transplantados não mudam, eles continuam a crescer e se renovar naturalmente. Os fios transplantados, mesmo após um exame cuidadoso, não podem ser distinguidos dos cabelos comuns.

Homem careca
Homem careca

Quando é necessária uma operação de transplante capilar? As indicações para o procedimento são:

  • Alopecia androgênica (calvície);
  • Alopecia focal e difusa ;
  • Manchas profundas e carecas na testa e nas têmporas;
  • Linha do cabelo muito alta;
  • Alterações cicatriciais no couro cabeludo após lesões ou doenças;
  • A falta de pêlos nas sobrancelhas, barba e bigode nos homens.

Os especialistas recomendam o procedimento de transplante para perda significativa de cabelo, se algum método de tratamento for ineficaz. Nesse caso, o transplante é a única maneira de restaurar a linha do cabelo e corrigir defeitos na aparência.

Quando um transplante de cabelo é contra-indicado?

Contra-indicações ao transplante capilar são as seguintes condições:

  • Exacerbação de doenças crônicas da pele;
  • Hipertensão arterial grave;
  • Doenças oncológicas;
  • Condições associadas a distúrbios hemorrágicos;
  • Alergia a anestésicos locais;
  • A presença de marcapassos ou outros implantes cardíacos;
  • Doença cardiovascular;
  • Diabetes mellitus, disfunção do sistema endócrino;
  • Transtornos mentais (neurose, estados obsessivos);
  • Idade abaixo de 20 anos e acima de 70 anos. Isso se deve ao fato de que em uma idade jovem ainda é impossível determinar com precisão a extensão da calvície, e os pacientes idosos têm problemas com o enxerto de tecido e o risco de rejeição aumenta.

Especialistas alertam que o transplante capilar será ineficaz nos casos em que a calvície ocorreu como resultado de quimioterapia ou exposição à radiação, uma vez que a estrutura dos cabelos retirados da zona doadora sofreu alterações e eles não serão capazes de criar raízes em um novo local.

Transplante de cabelo
Transplante de cabelo

Áreas doadoras: de onde vêm os cabelos para transplante?

O transplante capilar envolve a transferência de folículos capilares para áreas problemáticas que sofreram calvície. Para o transplante, o cabelo do paciente (enxerto) é usado com mais frequência, retirando-o de outras partes do couro cabeludo (da região occipital).

Às vezes, para transplante, o cabelo é retirado de outras partes do corpo. O material doador é retirado da superfície dos braços, pernas, peito, região pubiana. Mas esse método é usado com pouca frequência, uma vez que esses cabelos diferem dos cabelos comuns em espessura, cor e comprimento. 

Se o paciente não tiver um número suficiente de folículos capilares viáveis, o cabelo para transplante será retirado do doador. Mas esse material doador se enraíza muito pior, portanto, o risco de rejeição aumenta muitas vezes.

Próprios cabelos transplantados geralmente criam raízes bem. Nesse caso, o período de recuperação após a operação de transplante capilar é muito curto, os fios não se separam, não caem e continuam a crescer e se renovar ao longo da vida do paciente. 

O resultado após o transplante é simplesmente incrível. A aparência de uma pessoa está mudando radicalmente para melhor. Você pode verificar isso olhando as fotos antes e depois do transplante de cabelo em vários sites temáticos na Internet.

Processo de transplante de cabelo
Processo de transplante de cabelo

Como se preparar para o procedimento?

Antes do transplante de cabelo, o médico dará recomendações que devem ser seguidas. O sucesso da operação e a exclusão do risco de complicações no período de recuperação dependerão disso.

  1. Se o paciente recebeu o medicamento Minoxidil para o tratamento da alopecia androgenética, sua recepção deve ser abandonada duas semanas antes da intervenção proposta. Isso reduzirá a perda de sangue durante a cirurgia.
  2. Uma semana antes do procedimento, você deve parar de fumar e beber álcool.
  3. Além disso, 7 dias antes do transplante, é necessário excluir o uso de medicamentos que ajudam a reduzir a coagulação sanguínea.
  4. Antes do transplante, o paciente deve ser testado e submetido a um exame médico para identificar possíveis contra-indicações.

Se uma mulher fizer um transplante de cabelo, o médico prescreverá vários testes adicionais. Isso se deve ao fato de que a perda severa de cabelo no sexo justo pode não estar associada à alopecia, mas causada por várias doenças nas quais o transplante de folículos capilares é contra-indicado.

Métodos de transplante capilar

Existem vários métodos de transplante capilar: cirúrgico, não cirúrgico e combinado. Todos os métodos são realizados em duas etapas. No primeiro estágio, os folículos capilares são extraídos da região doadora e, no segundo estágio, são implantados na zona da calvície. A diferença entre os métodos de transplante é apenas nos métodos de extração e introdução de folículos capilares.

  1. Método operacional ou de retalhos (tira – tira). Sua essência é que a remoção e implantação do enxerto é realizada com incisões.
  2. Método não cirúrgico (HFE) – ou transplante capilar sem costura. A diferença entre o método é que a coleta do material doador e seu transplante são realizados sem o uso de incisões.
  3. Método Combinado (FUE). Para o transplante, os folículos capilares são removidos sem incisões e são implantados na zona da calvície usando o método cirúrgico, usando incisões.
Cabelo forte ao sol
Cabelo forte ao sol

Método de tira (FUT)

Um dos primeiros métodos clássicos de transplante. Esse método é considerado o mais traumático e doloroso, pois durante o procedimento, um retalho de pele com folículos capilares é cortado com um bisturi na área doadora do paciente. Em seguida, a tira removida é dividida em partículas microscópicas de micrografia, cada uma das quais contém um folículo piloso. Além disso, na área receptora, são feitas muitas pequenas incisões nas quais as micrografias obtidas são inseridas usando uma pinça. A operação dura de 4 a 8 horas e ocorre em várias etapas:

  1. Primeiro, um campo operatório é preparado na parte occipital, o cabelo do paciente nessa área é cortado em breve.
  2. Em seguida, a área do retalho cutâneo é determinada e marcada. Seu tamanho padrão tem até 25 cm de comprimento e 1,5 cm de largura.
  3. A anestesia local é realizada e o retalho cutâneo pretendido é cortado com um bisturi.
  4. A ferida é suturada com uma sutura cosmética.
  5. Uma equipe especializada de cinco enfermeiros em operação divide a tira removida da pele em partículas separadas (micrografias) contendo um folículo piloso.
  6. Na área da calvície, com a ajuda de instrumentos cirúrgicos, faça várias incisões microscópicas.
  7. Micrografias com folículos capilares são implantadas na área preparada.

A vantagem desse método é a possibilidade de transplantar um grande número de micrografias, o que permite fechar áreas extensas de calvície. O paciente pode voltar para casa no dia seguinte ao transplante. A costura cosmética na parte de trás da cabeça é coberta com cabelo, por isso é invisível. No local da calvície, o processo de enxerto e restauração capilar continua por 7 a 10 dias.

Desvantagens do método e possíveis complicações

A principal desvantagem do método de retalhos é a incapacidade de observar uma certa direção e uma densidade uniforme do cabelo ao instalar enxertos nos canais formados. Com a ajuda de incisões ou punções na região doadora, não podem ser colocados mais de 50 folículos capilares por cm2, enquanto a densidade natural do cabelo é de 100 a 120 folículos por cm2. Assim, só é possível mascarar a zona de calvície e, se a perda de cabelo continuar, outras cirurgias podem ser necessárias.

As desvantagens do método FUT incluem trauma e risco de complicações no pós-operatório, uma vez que existe risco de infecção e desenvolvimento de processo inflamatório purulento. Além disso, após o procedimento, muitas vezes há inchaço da face, que persiste por duas semanas. O período de reabilitação é longo e leva até três meses, enquanto a dor no couro cabeludo pode persistir por um longo tempo.

Mulher mostrando o cabelo
Mulher mostrando o cabelo

Entre as possíveis complicações está o dano às terminações nervosas durante a remoção de um retalho cutâneo e a formação de canais. Isso implica em uma sensação de dormência da pele na coroa da cabeça e pescoço e dores de cabeça que podem atormentar o paciente por 12 meses após a cirurgia. Na pele, na área de implantação dos folículos capilares, após a cicatrização, permanecem pequenas cicatrizes e assumem a forma de uma “casca de laranja”. Além disso, o transplante de cabelo em homens com esse método no futuro não permite cortes de cabelo curtos; caso contrário, as pessoas ao redor perceberão uma cicatriz que se formou na parte de trás da cabeça no local da remoção do retalho cutâneo.

Método não operacional (HFE)

Esse método consiste no transplante contínuo de apenas folículos capilares que são removidos da área doadora sem o uso de uma incisão, usando um microtúbulo especial (micropunch) com um diâmetro de lúmen de 0,5 a 0,9 mm.

Primeiro, os folículos saudáveis ​​são selecionados na área doadora usando um dispositivo de ampliação e, usando um micro soco com um soco rotativo, os folículos capilares são cortados um a um juntamente com um pequeno pedaço de pele ao redor deles. Em seguida, são feitas punções microscópicas na zona da calvície e enxertos com folículos capilares são inseridos nos orifícios obtidos com uma pinça. Este método de transplante permite atingir a densidade necessária (até 80 unidades por 1 cm2), dar aos fios a direção, o ângulo e formar a linha capilar desejada. Como resultado de manipulações, é possível garantir a máxima naturalidade e o cabelo transplantado é quase impossível de distinguir dos fios naturais. A duração do procedimento é em média de 8 horas; durante a operação, é usada anestesia local.

Sinais de queda de cabelo
Sinais de queda de cabelo

Vantagens do método

  1. Na zona doadora, após a remoção do folículo, permanecem apenas pequenas perfurações, que desaparecem sem deixar vestígios após 3-5 dias.
  2. A pele da cabeça retém completamente a sensibilidade, não há sensação de dormência. Complicações como inchaço ou dores de cabeça não são observadas.
  3. O período de reabilitação é curto, leva em média 2 semanas.
  4. Não há cicatrizes no local da introdução dos folículos capilares; após a cicatrização, a superfície da pele ficará lisa.
  5. Se a perda de cabelo após a cirurgia continuar, no futuro você poderá executar repetidamente o autotransplante usando esse método.
  6. O método não cirúrgico de transplante é considerado o mais seguro, pois o risco de complicações durante o período de recuperação é mínimo.

Desvantagens

O método praticamente não possui desvantagens. O único aspecto negativo é a incapacidade de usá-lo em uma grande área de calvície e com alopecia completa.

Método Combinado (FUE)

A tecnologia de tal operação consiste em coletar folículos capilares com um micropunch com um diâmetro de 0,5 a 5 mm em vários níveis de tecido da pele. O procedimento é realizado sem incisões, o que evita a formação de uma cicatriz. Se for utilizado punção de diâmetro maior (acima de 1,5 mm), os enxertos removidos serão divididos em enxertos separados.

A área para transplante é preparada da mesma maneira que no método tira. Ou seja, uma ferramenta especial faz muitas pequenas incisões em um padrão quadriculado. Em seguida, os folículos capilares são introduzidos nos canais preparados.

Desvantagens

As desvantagens do método combinado são as mesmas que quando se usa o método Strip, ou seja, podem ocorrer edema e perda da sensibilidade da pele, mas são menos pronunciados. Após a cirurgia, pequenas cicatrizes se formam no local da implantação (o que não permite cortes de cabelo curtos), o risco de supuração permanece, crescimento de pelos não naturais (ângulo incorreto) e densidade insuficiente da linha capilar.

O período de reabilitação também é bastante longo (até 1,5 meses), mas muito menos doloroso. A principal vantagem do método é menos trauma comparado ao procedimento FUT (método de retalhos).

A escolha do método de transplante é realizada por um especialista, levando em consideração as características individuais do paciente, a condição da linha do cabelo, o tipo de alopecia, a calvície e as possíveis contra-indicações.

Quanto custa um transplante de cabelo

O custo do transplante de cabelo depende de muitos fatores: o nível da clínica, as qualificações da equipe, o método de transplante de cabelo. Um transplante de enxerto usando o método de retalhos custa de 80 a 150 rublos. O transplante de enxerto usando o método FUE custará em média de 100 a 200 reais.

O custo total da operação inclui aconselhamento especializado, testes e exames necessários antes do procedimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *