Moça fazendo fotodepilação em casa

Todo mundo que já se interessou pela questão de remover o excesso de vegetação no corpo e no rosto sabe que a “pílula mágica” do cabelo ainda não foi inventada, e os métodos existentes de depilação também não são capazes de resolver o problema instantaneamente, de uma vez por todas. 

Até a mais moderna tecnologia requer paciência e repetição repetida de procedimentos.

O curso da remoção de pelos de hardware pode durar um período de mais de um ano e meio e é capaz de “comer” do orçamento da família uma quantia proporcional a férias em algum lugar de ilhas exóticas, e talvez nem mesmo uma.

Fotodepilação em casa: por que é depilada?

É por isso que muitas mulheres – as principais consumidoras de serviços cosméticos, estão cada vez mais pensando em substituir os procedimentos caros dos salões por “caseiros”, que são mais poupadores para a carteira. É por isso que eles procuram mestres-de-obra “confiáveis”: cabeleireiros, cosmetologistas, prestadores de serviços de unhas que farão tudo “da mesma forma” que no salão, apenas muito mais barato.

A depilação não é exceção. Hoje em casa, você pode fazer não apenas a “cera” e amassamento, mas também a remoção de pêlos de hardware usando tecnologias modernas, como a fotodepilação .

Além disso, os fabricantes de eletrodomésticos estavam seriamente preocupados com a crescente demanda por esses serviços e imediatamente sugeriram que os clientes comprassem seus próprios dispositivos para uso pessoal “em casa, para a família”.

Os fotodepiladores portáteis agora podem ser comprados em qualquer loja, entre outros “dispositivos de beleza”, e você pode fazer a fotodepilação pelo menor preço possível.

É verdade que nem tudo é tão simples aqui, e os procedimentos domésticos têm suas próprias “armadilhas”. Vamos entender todos os prós e contras da fotodepilação em casa.

Moça se depilando em casa
Moça se depilando em casa

5 argumentos a favor

Os benefícios da fotodepilação em casa são óbvios.

  1. O primeiro e mais convincente argumento para é o custo do serviço. Ao fazer a depilação fora do salão, o cliente economiza pelo menos duas vezes: ele não dá dinheiro para o “nome” e o status da clínica, ele não paga aluguel, o salário dos administradores e uma xícara de café “grátis” do bolso. Ao entrar em contato diretamente com um cosmetologista, o custo da fotodepilação consistirá apenas no pagamento pelo trabalho do mestre e pelos próprios “surtos”. E quando você faz isso sozinho, gastará apenas o recurso de lâmpada do seu fotodepilação e seu tempo livre.
  2. Conveniência e conforto. Não é surpreendente, mas nem todas as mulheres gostam de ir a salões de beleza: muitas se sentem desconfortáveis ​​no consultório do cosmetologista. O que podemos dizer sobre homens que nem sequer resolvem seus problemas com “pilosidade” só porque são tímidos. Outra coisa é em casa: em casa ou em um mestre “familiar”. E uma xícara de café, a propósito, realmente, neste caso será grátis.
  3. É fácil para uma mulher trabalhadora moderna encontrar tempo para executar todos os procedimentos necessários? Aloque um dia, inscreva-se com antecedência, resolva engarrafamentos … É claro que você também precisa entrar em contato com o esteticista, se ele trabalhar em equipamentos profissionais e não portáteis. Mas com a depilação em casa, tudo fica mais fácil: os mestres particulares, em regra, têm um horário bastante flexível, e você pode negociar com eles em um horário conveniente, sem referência ao modo de operação de muitos salões, de 10 a 20. Sobre a remoção de pêlos com seu próprio fotodepilador , você não pode mencionar nada a esse respeito – ele já concorda em trabalhar pelo menos à noite.
  4. Protegendo-se da possibilidade de ações judiciais de compradores potencialmente prejudicados, os fabricantes de fotodepiladores domésticos naturalmente cuidavam de sua total segurança. Em primeiro lugar, um sistema de vários estágios contra operação acidental, popularmente chamado de “proteção contra o tolo”. Em segundo lugar, limitando a potência de tais dispositivos, o que não permite que o usuário cause ferimentos mecânicos ou térmicos por conta própria.
  5. Quanto aos “cosmetologistas pessoais” que ainda usam equipamentos profissionais mais poderosos em seu trabalho, o grau de eficácia e segurança dos procedimentos depende exclusivamente da “mão cheia” do mestre. Na maioria das vezes, os contatos de bons profissionais que trabalham em casa e clientes agradecidos se transmitem pelo boca a boca, considerado pelos profissionais de marketing como o canal de publicidade mais eficaz e, o mais importante, verdadeiro. O feedback positivo e as recomendações das pessoas “vivas” sobre os serviços de um mestre em particular são praticamente uma garantia da qualidade de seu trabalho.

Três “desvantagens” da auto-depilação

Obviamente, nem tudo é tão fácil com a fotodepilação em casa. Apenas comprar um dispositivo não é suficiente, você ainda precisa aprender como usá-lo corretamente: levando em consideração todas as nuances do procedimento, as características do seu próprio corpo e possíveis contra-indicações. 

Aparelhos de fotodepilação em casa
Aparelhos de fotodepilação em casa

Não profissional, se estamos falando de auto-depilação, isso não é fácil. Que armadilhas podem ser encontradas ao remover os pêlos em casa?

  1. Para começar, os eletrodomésticos ainda nunca podem ser comparados em termos de eficiência com os aparelhos profissionais. Os fotodepiladores portáteis, juntamente com tamanhos pequenos e convenientes, também possuem pouca energia e não têm grandes possibilidades de “brincar” com as configurações do dispositivo. Portanto, com a mesma probabilidade de energia do flash, esse dispositivo pode não ser suficiente para uma pessoa e, por outro lado, com uma pele especialmente sensível, pode causar danos. Portanto, ao comprar um fotodepilador, é necessário selecionar o equipamento para um proprietário específico, e não com o custo ou a popularidade do fabricante.
  2. Com uma abordagem competente para escolher um fotodepilador, o efeito disso será. No entanto, quais são as “vítimas”? Potência insuficiente, um pequeno diâmetro da cobertura do ponto de luz, o recurso limitado de fotolâmpadas de fotodepiladores domésticos torna os procedimentos não tão rápidos e agradáveis ​​quanto no consultório de um cosmetologista profissional. Um procedimento independente levará muito mais tempo, sua eficácia será menor; além disso, é impossível fazer a depilação por si mesmo e, em algumas áreas, é completamente impossível. Mesmo assim, você não pode ficar sem ajuda externa. Nesse sentido, o curso dos procedimentos domiciliares será 1,5 – 2 vezes mais longo do que o realizado pelo cosmetologista.
  3. Ao planejar fazer sua própria depilação em casa, você deve pesar cuidadosamente tudo: seu tipo de pele e cor são adequados para esse método de depilação? Existem contra-indicações para a fototerapia? E o mais importante – existe paciência suficiente para tratar regular e metodicamente seu corpo, local após local, por um período suficientemente longo, por exemplo, uma coxa por 40-60 minutos a cada 2,5 a 3 semanas por um ano inteiro? Existe algum assistente para um assunto tão responsável? O fato é que o dispositivo em si é caro. Obviamente, seu custo não pode ser comparado ao preço dos serviços de depilação em um salão de beleza, mas os 15 a 40 mil que os fabricantes solicitam seus produtos também não são supérfluos. Se você decidir vender sua “máquina” inadequada mais tarde, prepare-se para perder 50% ou mais do custo original.

Se esses momentos não o incomodam, talvez o seu próprio fotodepilador seja o que você precisa.

Fotodepilação profissional em casa: muitos prós e contras

Quando se trata de fotodepilação pelas mãos de um cosmetologista profissional em equipamentos de salão, mas em casa (ou seja, um salão de beleza em casa), todas as desvantagens acima dos procedimentos independentes perdem seu significado. A fotodepilação em casa, neste caso, não difere dos serviços prestados no centro estético.

Apenas “vantagens”

A depilação com flashes de luz dispersa não requer a mesma alta qualificação do operador que a depilação a laser e a adesão a métodos assépticos e anti-sépticos, como em uma sessão de eletrólise. Portanto, não há efeitos colaterais que surjam diretamente do procedimento extra-clínico, não vale a pena temer.

A fotodepilação por um cosmetologista particular, se esse método de se livrar dos cabelos for adequado para um cliente em particular, possui, em princípio, todas as vantagens da técnica, além de, como fator decisivo, diferir no custo “a favor” do paciente.

Homem usando laser de alexandrita
Homem usando laser de alexandrita

Como regra, para médicos particulares de depilação, o custo de um procedimento não depende do número de flashes ou do tempo gasto trabalhando com o cliente. Um cosmetologista interessado em um fluxo constante de pacientes estabelece um preço fixo para a área e processa o quanto for necessário para obter o máximo resultado possível.

Aqui está um exemplo dos preços da fotodepilação de um cosmetologista particular, que recebe clientes em casa:

  • axilas – 150;
  • biquíni clássico – 200;
  • biquíni total – 300;
  • pernas – 450;
  • mãos – 250;
  • lábio superior – 80.

Nos salões de beleza, esses preços também são encontrados, mas geralmente significam apenas a faixa mais baixa do custo do procedimento do “paciente ideal”. Na realidade, o custo médio do processamento de uma zona é 1,5-2 vezes maior e, em casos especialmente “negligenciados”, seu limite superior é ilimitado.

Obviamente, chamar um esteticista com um fotodepilador profissional em casa é problemático.

  • Em primeiro lugar, o equipamento é volumoso e caro o suficiente para o transporte contínuo de um lugar para outro.
  • Em segundo lugar, a técnica exige não apenas manuseio cuidadoso, mas também condições especiais de trabalho: uma área bem ventilada, uma saída de terra, janelas coloridas.
  • Terceiro, o próprio esteticista não se sente à vontade para trabalhar em condições inconvenientes para ele, porque precisa de um sofá, um suporte móvel para materiais “improvisados”, talvez alguns de seus “suprimentos” cosmetológicos sejam necessários.

Portanto, se você deseja obter uma fotodepilação de alta qualidade, mas ao mesmo tempo economizar dinheiro, ainda precisa sair do seu sofá nativo e ir para o território do especialista.

Qual é o problema?

Em teoria, tudo acaba sendo muito maravilhoso e “bonito”; na prática, a situação é o oposto. Encontrar um especialista em pé que esteja pronto para recebê-lo em um momento conveniente, de preferência morando próximo e até com dinheiro adequado – parece fantástico.

Voltando-se diretamente para o esteticista, o cliente sempre age por sua própria conta e risco. A ausência de contrato, cheques e documentos de qualquer natureza que confirmem o fato do procedimento colocam o paciente em uma situação legalmente desprotegida.

Pernas depiladas
Pernas depiladas

Um serviço mal prestado ou, na pior das hipóteses, a ocorrência de complicações como resultado de manipulações de uma “esteticista doméstica” sem documentos apropriados é completamente improvável. Não é possível devolver dinheiro, receber reembolso de fundos gastos na eliminação de complicações e levar à justiça um especialista inescrupuloso das realidades modernas.

O risco de encontrar um charlatão que comprou a “crosta” de uma esteticista e uma máquina de fotodepilação usada é bastante alto. Você pode não apenas deixar a soma redonda de dinheiro pelo ralo, mas também ter problemas de saúde.

Você pode avaliar o profissionalismo de um cosmetologista apenas passando por suas mãos. No entanto, mesmo na fase da primeira consulta, pode ficar claro que este não é um médico, mas um “especial” caseiro. Quais sinais podem e devem alertar o paciente?

  1. O curso da fotodepilação deve começar com uma consulta: não à revelia, não por telefone, mas durante a visita, incluindo um exame do futuro “campo de ação”, uma conversa sobre o estado de saúde do cliente e a identificação de possíveis contra-indicações.
  2. O procedimento não é realizado imediatamente após a primeira reunião. É necessário se preparar para a fotodepilação, bem como realizar um teste de flash e testes cutâneos de cosméticos que serão usados ​​durante o processamento (por exemplo, um gel de resfriamento).
  3. O médico não deve ignorar as contra-indicações, mesmo que sejam relativas. São os leigos que, depois de mangas, se relacionam com as possíveis conseqüências negativas do procedimento e freqüentemente “fecham os olhos” para pequenas, em sua opinião, restrições “sem sentido”. Por exemplo, gravidez, lactação, varizes e assim por diante.
  4. Um cosmetologista competente não garante um resultado de 100%, ausência de dor absoluta e outros “milagres” da técnica. Ele é obrigado a alertar honestamente sobre todos os problemas durante e no final dos procedimentos: queimaduras, cicatrizes e marcas, alterações na pigmentação da pele e até a falta de efeito ocorrem em todos os cosmetologistas que praticam fotodepilação e com frequência.
  5. Os procedimentos não são feitos na pele com um bronzeado fresco. Além disso, o especialista deve informar que, se você não possui cabelos escuros e escuros na pele pálida, o efeito do fotodepilador no corpo será muito pior do que o esperado. Pelo menos o dispositivo terá que gastar mais tempo e energia com você, e isso pode ser desagradável e doloroso.
  6. O mestre deve informar em detalhes o que é possível e o que não pode ser feito no dia anterior e posterior ao procedimento. Por exemplo, bronzeamento, uso de cosméticos, depilação de qualquer forma é proibido. Após a fotodepilação, você não sabe nadar, tomar banho, ir ao banheiro, usar avental. Alguns dias antes da sessão, é necessário raspar o local do tratamento e, no dia do procedimento, é bom limpar a pele dos resíduos de gordura e cosméticos.
  7. Finalmente, um conselho universal: se depois de falar ao telefone com uma esteticista que você não conhece, ele está pronto para ir a qualquer momento, em qualquer lugar, de forma barata e “agora” para realizar uma sessão de fotodepilação, não perca tempo e dinheiro. O máximo que você obtém é um procedimento medíocre realizado por um aparelho doméstico econômico, vendido em todas as segundas lojas. Então você mesmo pode. E ainda melhor.

Fontes:

Loreal Paris USA
Humblee and Me
The Every Girl
Glamour

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *